Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Apelo aos Novos!

03.07.18

Foi pensando em vós que me decidi a escrever este livro.

Em vós e em Portugal.

Vós sois o futuro, e para além deste interregno, que já dura há dezoito anos, o dilema de sempre, o eterno dilema – Monarquia ou República? – espera a vossa resposta.

Mais dia, menos dia, ele pode surgir – ele surge com certeza! – numa singular acuidade histórica incompatível com tibiezas, indecisões ou reticências a exigir sem delongas o nosso voto claro, pronto, decidido e firme.

Qual a resposta dos Novos ao dilema? Estão preparados para lhe responder?

República? Monarquia?

Diante destas interrogações estaca o meu espírito preso na sombra de uma dúvida.

Será possível que os Novos se deixem levar, indiferentes e abúlicos, guiados por astuciosos “meneurs” profissionais da política, ao repisamento de uma experiência desastrosa? Mas isso seria abdicar da própria mocidade e desprezar a inteligência das coisas. E eu creio nas excelsas virtudes da gente moça. Sim, eu creio firmemente em vós, Novos, eu que ainda sou novo também!

Confio em que haveis de enfrentar o problema a sério e que, indiferentes a velhos preconceitos, desprezando os estafados lugares comuns, haveis de concluir com a liberdade e a independência próprias de quem põe acima de tudo os imperativos da Razão.

Se somos livres, completamente livres perante os outros e perante nós próprios, o que nos há-de impedir de escolhermos a melhor forma de governo – a Monarquia?

Dentro dela cabem todos os desejos de felicidade colectiva, todos os anseios de justiça social de que anda sequiosa a alma do povo. Mais ainda: só por ela esses anseios podem ter insofismável realização. A Monarquia traz em si, necessária e infalivelmente, uma redentora Revolução, e só a Monarquia tem em si os meios de assegurar e continuar essa Revolução.

Caminhamos para a Monarquia dos Trabalhadores.

Gente nova, em frente!

Um Príncipe, novo como Vós, espera no exílio que a Nação o chame, pronto e preparado para servi-la.

A sua mocidade e a vossa mocidade, oh! Novos, são a única esperança do nosso futuro!

Gente nova! Na hora histórica que se aproxima tendes uma alta missão a cumprir – chamar o Príncipe!

Sede dignos dessa missão que o Destino generosamente vos marcou!

 

 

Mário Saraiva – Claro Dilema: Monarquia ou República?, 1944.

 

Mário Saraiva

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados